Mais de 7 mil empresas funcionam no local.

Dubai – A comitiva goiana em missão nos Emirados Árabes Unidos foi recebida na manhã desta segunda-feira (27/2) na segunda maior zona franca do Mundo, a Jafza.

Com mais de 7 mil companhias instaladas, a Jafza integra o principal porto de distribuição de mercadorias do Oriente Médio, Ásia Menor e África, englobando um mercado de 3 bilhões de pessoas.

Outro ponto marcante da Jafza é a facilidade no desembaraço de produtos para exportação. “Aqui temos a capacidade de liberar mercadorias na alfândega em 3 horas, enquanto que na vizinha Arábia Saudita, este prazo sobe para no mínimo duas semanas”, explicou Faisão Jassem, diretor de comércio para as Américas. “Pra nós, é importante que a mercadoria continue em movimento.”

A zona franca de Jafza fica na entrada do Golfo Pérsico e sua localização estratégica, aliada à integração logística por ar, mar, ferrovias e estradas, permite a distribuição de mercadorias em pontos distintos do globo em tempo recorde.

“É muito importante para Goiás e o exportador goiano abrirmos estas portas para a distribuição de produtos na Ásia e África”, destacou o superintendente de Comércio Exterior de Goiás, Bill O’Dwyer, que liderou a comitiva goiana, ao lado do secretário de Assuntos Internacionais, Isanulfo Cordeiro, e do presidente da Federação das Indústrias de Goiás (Fieg), Pedro Alves de Oliveira.

“Esta é uma porta para um imenso mercado que se abre para o produtor goiano”, destacou Cordeiro.

O governo de Goiás também foi representado pelo reitor da UEG, Haroldo Reimer, e Armando Melo, gerente de Assuntos Internacionais e Consulares.

Acompanharam a visita à Jafza os empresários Rodrigo Pedroso (Total Energia), Antonio Brennand (Brennand Energia), Joel Soares (Jalles Machado), João Unes (Jornal A Redação) e Fabiano Passos (Capital Invest). A assistente administrativa da Apex (Agência brasileira de promoção à Exportação), Heloísa Zaparolli, acompanhou a comitiva.

 

Fonte: A Redação